As mesmas lágrimas que antes caiam por medo de ver a filha envolvida com traficantes de drogas ou vítima de uma bala perdida, agora eram de emoção. Um dia que certamente vai ficar marcado para as mães de 16 meninas que na noite de sábado comemoraram seus 15 anos em uma festa de debutantes organizada pelo capitão Glauco Schorcht, comandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro da Providência. A festa de gala aconteceu no Centro Cultural José Bonifácio, na Gamboa, e foi cercada de detalhes. As meninas estavam como princesas, usando vestidos bordados e tiara de strass.

O salão enfeitado com velas e panos brancos na janela foi palco para a valsa, que começou pontualmente às 0h. As jovens moradores da Providência entraram no salão lindas, acompanhadas de seus príncipes, comandantes e sub-comandantes das outras UPPs e até o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame.

Vestidos de branco, com a roupa de gala da Polícia Militar, os oficiais não desafinaram ao som da banda 190, que também é da corporação. Mesmo sem ensaio, eles acompanharam bem os passos das meninas, que passaram mais de dois meses treinando para esse momento, acompanhadas pelo professor Júlio coreógrafo da escola de samba Unidos da Tijuca.Sonho de qualquer menina que está completando 15 anos, a festa de debutantes foi ainda mais especial para uma delas. Lucimar Santana tem problemas de paralisia cerebral e usa cadeira de rodas. Não consegue se locomover sozinha e nem falar direito. Mas não precisava. A alegria estava estampada no rosto. Menina de sorte, dançou com o príncipe que todas as meninas sonhavam. Foi nos braços do capitão Glauco que Lucimar viveu um dos dias de maior felicidade na vida. Ela estava linda, com um vestido branco e o cabelo todo enfeitado.

Acompanhando tudo de perto, a avó Vera Lúcia Santana, que trabalha como faxineira na UERJ, parecia não acreditar que aquilo estava acontecendo. As duas ficaram até o fim da festa, dançaram, comeram bolo e aproveitaram muito.Para muitas das meninas, a festa organizada pelo comandante da UPP não foi especial apenas pela beleza do lugar, o vestido alugado e a presença de príncipes. Na verdade, foi a oportunidade que elas tiveram para comemorar os 15 anos. Natalia Conceição Passos da Silva fez aniversário no dia 27 de junho, mas não teve festa. A mãe Luzia da Silva trabalhava no camelódromo da Central do Brasil que pegou fogo. Perdeu tudo e não teve como organizar nada para comemorar a data. Era uma das mães mais emocionadas no baile.Antes da festa, as 16 meninas viveram um dia de princesa, como se estivessem na novela das 20h.

Todas as meninas foram para uma unidade do Senac Rio. Fizeram o cabelo, as unhas e uma confusão só. A bagunça organizada deu certo e todas saíram lindas para a festa. A cobertura da intimidade das meninas foi registrada pelo alunos do Instituto Favelart. Jovens que estão aprendendo a fotografar e aproveitaram as meninas no salão para treinar os primeiro cliques.A festa organizada pelo capitão Glauco, com apoio da subsecretaria de Ações Integradas no Território e do Centro de Referência de Assistência Social, fez tanto sucesso que já tem até lista de espera para o ano que vem. E pode até ser estendida para outras comunidades onde já existe UPP, segundo o coronel Mário Sérgio Duarte, comandante da PM.

Meninas da Providência que vão completar 15 anos no ano que vem acompanharam os ensaios, que aconteciam na sede da unidade pacificadora, já sonhando com a hora de chegar a festa delas. Feliz com o resultado, obtido com muito esforço, o capitão já planeja a festa do ano que vem…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui