Os policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro do Salgueiro até fizeram uma boa partida, mas foram derrotados pelo time de garis da Comlurb na festa de reinauguração do campo na comunidade da Tijuca. Mesmo com muito sol e um calor forte, que queimava os pés, a partida foi agitada e terminou com o placar de 5 a 3. A festa foi completa. Depois do jogo ainda houve um torneio envolvendo crianças de comunidades com unidade pacificadora, show do cabo Xavier (policial e cantor) e uma apresentação da bateria Furiosa da escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, que encerrou um sábado de muita alegria.

O campo da comunidade, localizado próximo à quadra, foi todo reformado, ganhou grama sintética, rede nos gols e uma grade nova. A festa de reinauguração começou bem cedo, com uma partida disputada pelos veteranos do Morro do Salgueiro. Depois os moradores se reuniram para assistir à partida UPP x Comlurb. Antes da bola rolar, o técnico da “Laranja Mecânica” mandou o recado, prometendo uma goleada:- Vamos ganhar fácil desse time da UPP. Só tem barrigudinho do outro lado, nossos meninos correm atrás de caminhão o dia inteiro, tá todo mundo em forma – disse o professor.

A moral dos policiais estava em baixa, até mesmo com o chefe. José Mariano Beltrame, que foi ao Salgueiro acompanhado da família, disse que a escolha do adversário foi errada.- Estou louco para ver a UPP jogando, mesmo achando meio injusto. O pessoal da Comlurb passa o dia correndo atrás de caminhão. Quero ver o que vai sair disso aí. Acho que a Comlurb vai ganhar de alguma coisa a zero – disse Beltrame, que fez questão de falar que foi ao Salgueiro como mero espectador, não como secretário de Estado de Segurança:- Vamos conhecendo as pessoas, fazendo amizades. A gente faz uma UPP, depois faz outra, aí volta. A Rita se envolve muito, então vim aproveitar o meu sábado aqui como mero espectador. Um programa para a toda a família – respondeu o Beltrame, que estava acompanhado da esposa e do filho.

A partida começou disputada e os policiais abriram dois gols de vantagem. Antes do intervalo, o time da Comlurb marcou um gol e conseguiu diminuir o placar. Quando juiz terminou o primeiro tempo, todos correram para procurar uma sombra, mas estava difícil encontrar. Depois de recuperar o fôlego e beber uma água, os jogadores voltaram e a melhor condição física dos garis definiu o placar. Foram mais quatro gols e a partida terminou 5 x 3 para a Comlurb. Capitão do time da UPP, o comandante Plínio César Azevedo ainda perdeu um pênalti na segunda etapa.- Perdi um pênalti ali para o pessoal da Comlurb ficar contente, esse é o sentimento que queremos com a pacificação – disse brincando, após a partida:- Eles mereceram, fizeram por onde, têm um time mais leve, ficam correndo atrás do caminhão. Vai ter revanche agora, com nosso time mais reforçado – prometeu o capitão Plínio.

Assistindo o jogo na arquibancada, o coronel Róbson Rodrigues entrou na brincadeira. Prometeu reforços para a próxima partida e já disse que não vai mudar o batedor de pênalti oficial do time- Se eu já tivesse chegado o Plínio não iria bater esse pênalti, da próxima vez vou tirá-lo do time – disse o coronel Róbson, que depois falou sobre a importância do esporte para a integração dos policiais com moradores das comunidades assistidas pelas UPPs:- O esporte é uma estratégia de aproximação. É uma alegria só ver essas crianças se divertindo junto com os policiais. Elas são o nosso público alvo e usamos o esporte como uma linguagem fácil, com o objetivo de trazer eles para o nosso lado. É um trabalho feito com lazer – completou.

Torneio Society para as crianças

Depois dos adultos foi a vez das crianças ocuparem o campo. Primeiro com um campeonato de pênaltis organizado pelos próprios moradores, para que as meninas pudessem participar da festa. Em seguida foi dado início ao primeiro Torneio de Futebol Society Rio 2016. Os meninos dos morros do Salgueiro, Borel, Turano, Macacos e Formiga foram divididos pela faixa etária: 11 a 13 anos e 14 a 16 anos. Depois de muitos gols, os meninos do Morro da Formiga conquistaram a categoria 11 a 13 anos, deixando o Turano em segundo e o Salgueiro em terceiro. Na categoria 14 a 16 anos o título ficou com as crianças do Morro do Turano, com Salgueiro em segundo e um time de convidados em terceiro.

Professor da escolinha de futebol da UPP Cidade de Deus, Orlando Muniz estava radiante com o evento, mesmo depois de ter participado da derrota para a Comlurb.- Essas crianças devem trilhar o caminho do bem. Os moradores do Morro do Salgueiro estão recebendo esee campo maravilhoso hoje e agora eles têm motivo para aproveitar a comunidade.

Cabo PM anima a velha guarda cantando MPB

Enquanto os meninos corriam atrás da bola no campo, na quadra a velha guarda aproveitou um show de voz e violão do cabo Xavier. Lotado na UPP Salgueiro mesmo, ele foi ao palco e não fez feio. Ao contrário, cantou muito bem e agradou os mais velhos com um repertório de MPB. A velha guarda gostou e dançou bastante.No fim, para fechar a festa em grande estilo, os ritmistas da bateria da Acadêmicos do Salgueiro fizeram uma apresentação para a comunidade. Conhecida como Furiosa, a bateria não faz mais ensaios no morro.

Tudo acontece na quadra da escola, que fica no asfalto. Então foi uma grande oportunidade para os moradores curtirem o som daqueles que levam o nome do morro para a avenida Marquês de Sapucaí durante o Carnaval.

Mesmo com um sol de castigar, foi um grande evento que inaugurou o campo de grama sintética do Morro do Salgueiro!!Veja outras fotos do evento no Salgueiro:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui