A comunidade do Jardim Batan fica em Realengo, bem longe do Centro. Mas quem disse que fica menos interessante por causa disso? Vocês vão ver como tem muita coisa legal para conhecer na comunidade. Para começar, ela nem fica tão distante. Se você conseguir pegar a Avenida Brasil em um dia bom, sem muito trânsito, é possível fazer o trajeto desde o Centro em até 40 minutos. Quando estiver chegando em Realengo, comece a se preocupar, porque está chegando a hora de entrar à direita e pegar a Estrada do Engenho Novo.

Quase sempre terá uma viatura da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) estacionada na frente da comunidade, não tem muito como errar. Um ponto de referência muito utilizado é a pedra, localizada na parte mais alta da comunidade. Vindo pela Avenida Brasil é possível saber que está chegando quando ela aparece. E daqui a pouco escrevo um pouco sobre a interessante história dessa pedra, que muitos garantem ser sagrada.

O Jardim Batan tem muitas entradas ao longo da Avenida Brasil, mas a principal é essa pela Estrada do Engenho Novo. Logo na frente fica o largo onde os moradores sempre se encontram. Ali estão os bares, a maior padaria, um restaurante e o hortifruti. Já deu para perceber que é uma área muito movimentada. Entrando na primeira rua à esquerda, quase na frente da Igreja, fica o restaurante Saborearte — um empreendimento novo feito por algumas moradoras da própria comunidade. Eu ainda não provei, mas quem já almoçou por lá garante que a comida é muito saborosa. Fica a dica.

Seguindo as placas que indicam a sede da unidade pacificadora, chegamos em uma praça onde recentemente foi instalado um Centro de Educação Tecnológica e Profissionalizante (Cetep), que oferece cursos de Inglês, Espanhol, Informática Básica, Informática II, Camareiro, Manicure, Pedicure e Cabeleireiro. A novidade fez tanto sucesso que o pessoal nem reclamou. Ali antes tinha um campo de futebol.

Vamos agora para o outro lado da comunidade, numa área conhecida como monte Batan. No caminho passamos pelo Espaço de Educação Infantil, que também foi inaugurado recentemente. No local funciona uma creche incrível, que não deixa faltar nada para as crianças da comunidade.

E finalmente chegamos no ponto mais interessante do Jardim Batan: a ‘Pedra’ Isso depois de uma pequena caminhada, é lógico, até o ponto mais alto da comunidade. A vista é incrível. Do alto é possível ver toda a Zona Oeste e o campo de instrução do Exército em Gericinó. O local serve como ponto de encontro para os evangélicos. Aliás, segundo alguns moradores, grupos evangélicos de todo o Brasil viajam até o Jardim Batan para fazerem vigília e grupos de oração. É quase impossível chegar na Pedra a qualquer dia da manhã ou da noite e não encontrar alguém rezando lá em cima.

O mais incrível é tentar descobrir como aquela pedra foi parar ali, daquele jeito. São duas pedras imensas, uma sobre a outra. Também não dá para entender como elas não caem. Os evangélicos me contaram que é uma intervenção divina. O Batan é longe, mas o clima na comunidade é muito tranquilo e vale conhecer.

Dicas

Como chegar: Para chegar ao Batan é preciso pegar a Avenida Brasil na direção de Santa Cruz e Campo Grande. A comunidade fica na altura de Realengo. É preciso sair da Avenida Brasil e entrar na Estrada do Engenho Novo.

Pontos de interesse: Largo do Batan, Restaurante Saborearte, Monte Batan

Número de moradores: 40 mil

Inauguração da UPP: 18 de fevereiro de 2009

Total de policiais: 55

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui