O Morro da Formiga não é grande, tem fácil acesso e muita coisa para conhecer. Dizem que o nome da comunidade foi escolhido por causa do sobe e desce dos moradores. Realmente, para quem olha de longe, a grande ladeira que existe no interior da comunidade parece que está sempre com formigas subindo e descendo. O acesso ao morro é bem fácil e pode ser feito pela Rua Conde de Bonfim, a principal do bairro da Tijuca.

Mas vou dar um conselho. Se não tiver de carro, utilize o mototáxi ou as kombis que os moradores pegam para chegar lá em cima. Tem muita ladeira. Logo no começo da Rua Medeiros Passos, antes mesmo de entrar efetivamente na comunidade, fica a quadra da G.R.E.S Império da Tijuca. Durante o ano a quadra recebe muitos ensaios, principalmente da bateria, e serve como base para a produção das fantasias que serão utilizadas no Carnaval.

(Clique aqui para ver fotos incríveis e uma entrevista com o comandante da UPP)

Atenção ao subir a ladeira. Assim como acontece em outras comunidades, o trânsito tem uma regra própria e as curvas são feitas em mão inglesa para evitar acidente com o pessoal do mototáxi. Ainda na ladeira de subida existe um outro ponto muito interessante para conhecer: uma horta feita pelos próprios moradores. Um pouco mais acima fica a sede da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), que foi inaugurada no dia 1 de julho de 2010. O comando da unidade é de uma mulher, a capitã Alessandra Carvalhaes, que tem à disposição um efetivo de 90 policiais militares.

A subida continua até a quadra, onde também fica a associação de moradores. É ali que as crianças brincam a tarde toda. E se já estiver na hora do almoço, é só para no restaurante que tem ali na frente. Eu não provei, mas os moradores me contaram que é gostoso. A moleza acaba na quadra. Depois, para conhecer o resto do Morro da Formiga é preciso subir uma ladeira incrível, muito alta e íngreme. No meio dela seria legal tentar entrar no museu da munição. Um morador reuniu todas as munições que conseguiu pegar durante anos de confronto e montou um pequeno museu. Lá em cima existe um bar muito legal, com uma vista incrível, onde os moradores se reúnem para dançar forró. Seguindo para o campinho de terra batida no canto direito da comunidade, você ainda pode conhecer o pomar feito pelos próprios moradores para evitar deslizamentos. Eles plantaram um monte de árvores frutíferas, que ainda estão crescendo.

Também é por ali que com a ajuda de um morador você consegue chegar aos lagos de água natural localizados no meio da Floresta da Tijuca. Existe um caminho pelo interior das comunidades, que leva a esse paraíso, mas não tente ir sozinho. O caminho dentro da mata é sempre complicado e precisa ser feito na companhia de alguém que já tenha ido. O passeio no lago de água natural é o ápice do passeio, que pode terminar com um mergulho refrescante.

Dicas

Como chegar: O acesso de carro pode ser feito pela Rua Medeiros Passos, entrando pela Conde de Bonfim. Quem estiver a pé pode subir pela Rua da Cascata ou pela escadaria da Rua Dezoito de Outubro.

  • Pontos de interesse: Quadra da Império da Tijuca, Pomar, Museu das munições.
  • Inauguração da UPP: 1º de julho de 2010
  • Total de policiais: 90

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui